Santa Rita

Essa novena já foi
realizada 10 vezes.
1° Dia

Oração: Santa Rita, amada e instruída por Deus desde a juventude. Ó Santa Rita vós que fostes amada e instruída por Deus desde a juventude e humildemente vos deixastes conduzir pela sua divina sabedoria, fazei que, ao longo da vida, possamos nos entregar totalmente a ele. Ó Santa Rita, que desde pequena depositastes vossa confiança inabalável no Senhor, sois uma graça de Deus para nós, pois, quando estamos com problemas e até mesmo desiludidos com a vida, meditando vossa vida, compreendemos que somos amados por deus desde sempre e para sempre. E, se estamos com Deus, tudo é possível, até mesmo as coisas que nos parecem impossíveis. Amém.

Conhecendo Santa Rita: Santa Rita provém de uma modesta família de camponeses de Rocaporena, pequeno povoado próximo a Cássia, na Úmbria (Itália). Seu nascimento foi para seus pais um milagre,pois eram bastante idosos quando realizaram o sonho quase impossível de ter um filho. Recebeu o nome de Margarida, do qual originou Rita de Cássia, como é popularmente conhecida no mundo inteiro. Desde criança, sucederam-se os prodígios que a atestaram ser amada e querida por Deus. Segundo a tradição, seu nascimento foi predito por um anjo e é de todos conhecido também o episódio das abelhinhas brancas, que a acompanharam do berço até a morte, ou das rosas e dos figos que floresciam em pleno inverno, prenunciando a santidade de sua vida, santidade esta confirmada não apenas por seu corpo incorruptível, conservado até hoje no santuário de Cássia, mas também pelos numerosos e incessantes milagres que Deus tem realizado desde a sua morte até os nossos dias.

Leitura Bíblica: Tu me instruíste, ó Deus, desde a minha juventude e ainda hoje proclamo os teus prodígios. E, agora, na velhice, de cabelos brancos, Deus, não me abandones, até que eu anuncie teu poder, as  tuas maravilhas a todas as gerações que virão (Sl 71/70, 17-18).

Reflexão: Que significa para você se deixar instruir por Deus? De que maneira podemos anunciar as maravilhas de Deus?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

2° Dia

Oração: Santa Rita, meu auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra. (Sl 121/120,2)  . Ó Santa Rita, vós que, em obediência aos pais, deixastes de lado o sonho mais caro de vos tornar religiosa e assumistes com amor a vida de esposa, mãe e dona de casa, fazei-nos descobrir que o segredo da felicidade é realizar com amor e dedicação as pequenas coisas. Vós, que, em meio a frustrações e desilusões, vos deixastes conduzir por Deus, dai-nos serenidade para que possamos impulsionar nossa vida e reconstruí-la no amor e na sincera vontade de agradar a Deus e servir o próximo. Afastai, pois, para longe de nós, e de nossa família o desânimo, a falta de fé e de confiança na Providência Divina. E que, como vós, nós possamos dar glória ao Senhor, que sempre nos ouve e nos socorre. Amém.

Conhecendo Santa Rita: Rita viveu grande parte de sua vida em Rocaporena e somente depois que ficou viúva foi para Cássia, vivendo no convento de Santa Maria Madalena, hoje mosteiro de Santa Rita de Cássia. As duas localidades fazem parte da Úmbria, região de ilustres santos italianos, como São bento, São Francisco e Santa Clara de Assis, entre outros. Era, pois,natural que, diante de tão insignes exemplos de santidade, ela também se sentisse atraída desde a adolescência à vida consagrada. Esse sonho, entretanto, foi interrompido pelo casamento a ela imposto pelos venerados pais, que queriam vê-la amparada e protegida ao lado de um homem. Casada com Paulo Fernando, padecia de agressões físicas e morais. Após anos de sofrimento, oração e extrema paciência, para alívio de todos no vilarejo, Paulo Fernando mudou de vida, tornando-se respeitoso e amoroso para com ela e os filhos. Deus havia realizado o que parecia impossível: tornar manso e humilde um coração obstinado.

Leitura Bíblica: Meu auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra. Não deixará meu pé vacilar, aquele que me guarda não dorme. Não dorme, nem cochila o vigia de minha casa. O Senhor é o meu guarda, o Senhor é como sombra que me cobre, e está à minha direita… O Senhor vai me proteger quando sair e quando entrar, desde agora e para sempre.

Reflexão: Você está convencido (a) da força de Deus em nossa vida? Você conhece situações semelhantes a essas vividas por Santa Rita?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

3° Dia

Oração: Santa Rita: esposa, mãe e viúva, evangelizadora do lar. Ó Santa Rita, vós que enfrentastes a violência e a discórdia em vossa própria casa, mas com oração e paciência conseguistes restabelecer a paz e a harmonia, dai-nos a graça de cumprir com fidelidade a difícil missão de sermos evangelizadores da paz em nossos lares. Vós que soubestes ouvir, aceitar e tolerar as diferenças e espertar bons sentimentos no coração de vossa família, ensinai-nos a descobrir também a riqueza interior das pessoas e ajudá-las a revelar os sentimentos de bondade e generosidade que muitas vezes se escondem em forma de agressividade e falta de diálogo. Ó Santa Rita, se por ventura nos sentirmos impotentes diante do ódio e da violência, intercedei junto a Deus para que abrande nossos corações e nos devolva a paz. Amém.

Conhecendo Santa Rita: Em sua vida não houve prodígios, nem milagres, a não ser o da fé. Com heroísmo Rita buscou manter a paz e a harmonia em seu lar e no vilarejo em que morava, continuamente ameaçado pela violência e desrespeito. Ao longo dos seus dezoito anos, ela cumpriu as rotinas de dona de casa e da boa vizinhança, enfrentando com paciência os atropelos de uma vida familiar conturbada por um mundo que lhe causava muitos problemas. Contudo, a confiança em Deus sustentou sua luta até que a paz fosse restabelecida definitivamente em seu lar. Entretanto, quando seu marido se converteu, foi violentamente assassinado, causando grande dor em Rita. Mais uma vez ela cravou os joelhos no chão, passando noites adentro em oração, suplicando que Deus tivesse misericórdia dela e dos filhos.

Leitura Bíblica: Senhor Deus, meu salvador, diante de ti clamei dia e noite. Chegue à tua presença minha oração, presta atenção ao meu lamento. Pois estou saturado de desgraças, minha vida está perto do túmulo. (Sl 88/87, 2-4)

Reflexão: O que podemos fazer pela paz e concórdia em nossos lares? O que Santa Rita nos ensina? Releia em silêncio a passagem bíblica anteriormente citada e procure interiorizar a frase que mais o (a) tocar.

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

4° Dia

Oração: Santa Rita: exemplo heróico de perdão. Ó Santa Rita, vós que alcançastes de Deus o dom da reconciliação, fazei que também nós, pela graça divina, perdoemos a quem nos feriu. Intercedei junto a Deus por nós, para que desarme nosso orgulho e prepotência, desembarace as amarras do ódio e da vingança, abrande nosso coração e nos liberte da tristeza de não saber e de não querer perdoar. Ensinai Santa Rita, o perdão em nossos lares, assim haveremos de conhecer a verdadeira paz que vem do Espírito Santo, o qual continuamente nos chama à reconciliação e à comunhão com Deus e com o próximo. Amém

Conhecendo Santa Rita: Não é fácil perdoar e esquecer para sempre uma ofensa. Santa Rita, como muitos de nós conheceu tudo isso e muito mais, quando sofreu a dor e a revolta pela morte do marido. Ela o havia convencido a tornar-se um homem de bem e de paz. Ele que, tantas vezes, como guardião do vilarejo, fora uma ameaça a ela, aos filhos e demais habitantes, pagou com o próprio sangue o preço da conversão. O trágico acontecimento fez com que Rita redobrasse sua súplica a Deus, pedindo-lhe a graça heróica de ela e os filhos perdoarem os assassinos. E Deus concedeu-lhe o dom do perdão, mas os filhos queriam vingar-se. Foi então que, horrorizada e impotente diante da possibilidade de os filhos se tornarem criminosos, Rita pediu a Deus que os tomasse para si antes que eles manchassem de sangue as mãos. E Deus ouviu sua prece, levando seus filhos e deixando-a só.

Leitura Bíblica: Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam. Falai bem dos que falam mal de vós e orai por aqueles que vos caluniam… Assim como desejais que os outros vos tratem, tratai-os do mesmo modo. Se amais somente aqueles que vos amam, que generosidade é essa? (Lc 6,27b-28.31-32)

 

Reflexão: Santa Rita conseguiu perdoar seus inimigos. Qual o seu segredo? Para você, é possível receber e conceder o perdão?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

5° Dia

Oração: Santa Rita, a conciliadora de Jesus Cristo.Ó Santa Rita, vós que passastes pela experiência do sofrimento, ensinai-nos a entregar a Jesus crucificado os nossos fracassos e os nossos sofrimentos físicos, morais e espirituais. Vós que, diante da impossibilidade e impotência humana, entregastes a Deus todas as vossas alegrias e angústias de esposa agredida e desamada e de mãe aflita, merecendo que Deus realize em vossa vida sua obra admirável de reconciliação dos corações, afastai para longe de nós o desânimo de acharmos que tudo está perdido. Aumentai nossa confiança em Deus, para que ele realize em nossa vida o que humanamente nos parece impossível. Amém

Conhecendo Santa Rita: Santa Rita foi casado durante dezoito anos, ficando viúva aos 35 anos de idade. Ao contrário da mulher massacrada, confinada no recinto do lar e isolada da comunidade, Rita foi uma mulher sofrida, sim, mas altiva e participante, que acreditava na regeneração das pessoas e por isso lutava com todas as forças para mudar as situações possíveis e impossíveis, merecendo assim ser chamada de verdadeira conciliadora de Jesus Cristo, uma lição que aprendera com os pais, que sempre trabalham em favor da paz das famílias e da sociedade.

Leitura Bíblica: Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: A paz esteja convosco! Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que estavam vendo um espírito. Mas ele disse: Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração? Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! (Lc 24,36-39)

Reflexão: Como estas palavras se aplicam a Santa Rita? A seu ver, como se pode trabalhar pela paz na família e na comunidade?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

6° Dia

Oração: Santa Rita: em Deus, só em Deus, a felicidade plena. Ó Santa Rita, fostes admirável porque vos santificastes vivendo o Evangelho na prática do dia-a-dia, como esposa, mãe viúva e religiosa. Fazei que cheguemos à comunhão com Deus assumindo com amor a normalidade de nosso estado de vida, predispondo-nos à contínua escuta da Palavra de Deus, que nos chama à conversão e ao serviço dos irmãos e irmãs. Pelos méritos de Jesus, concedei-nos a graça de uma fé robusta e de uma esperança sólida, que nos ajude a purificar nossos sentimentos de todo orgulho e egoísmo, para que assim sejamos cada vez mais verdadeiros Filhos de Deus, Pai de Misericórdia. Amém.

Conhecendo Santa Rita: Santa Rita sempre encontrou em Deus a fonte de sua felicidade plena. Aprendera com os pais o sabor das coisas divinas. Ainda adolescente, montou em casa um oratório e aí se entregava à contemplação do mistério da Paixão de Jesus e à invocação dos santos. As grutas nos arredores de Cássia, onde viviam os eremitas e penitentes, e os majestosos cenários de vales e montanhas de Rocaporena criavam uma atmosfera religiosa favorável à contemplação e à oração. Há quem confirme que a jovem Rita costumava ir a esses lugares para rezar, e, depois que ficara viúva, teria saído pelas estradas falando de Deus e convidando as pessoas à penitência e à oração. Entretanto, o que prevalece, nessa admirável mulher, é a maneira extraordinariamente normal com que ela viveu primeiro como jovem, esposa, mãe e viúva, depois como irmã agostiniana. Foi na aceitação consciente da vida cotidiana que ela se aproximou cada vez mais de Deus. Rita cativava a todos por sua simplicidade, sua mística, seu espírito de oração e penitência; sua vida valeu-lhe o respeito e a veneração de todos, sendo considerada um exemplo para as mulheres, mães e famílias.

Leitura Bíblica: Um espírito não tem carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho. E dizendo isso, ele mostrou-lhe as mãos e os pés. Mas eles ainda não podiam acreditar, tanta era sua alegria e sua surpresa. Então Jesus disse: Tendes aqui alguma coisa para comer? Deram-lhe um pedaço de peixe assado. Ele o tomou e comeu diante deles. (Lc 24,39b-43)

Reflexão: Como podemos viver a presença de Deus na normalidade de nossa vida? Como Jesus se apresenta em nossa vida: com prodígios ou na simplicidade e rotina do dia-a-dia?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

7° Dia

Oração: Santa Rita, um sonho que se realiza. Ó Santa Rita, vós que buscastes em Deus a força para realizar vosso sonho de vida no tempo oportuno, não nos deixeis desistir de nossos sonhos de um amanhã melhor, pois para o Senhor nada é impossível. Intercedei junto a Deus por nós, para que sejamos perseverantes e determinados; fortalecei nosso espírito de luta e nossa coragem para enfrentarmos qualquer desafio, sabendo que ele deseja a nossa felicidade plena. Ó Santa Rita, vós que, pela ajuda de Deus e de seus santos protetores, atravessastes os portões do convento, mesmo estando trancados, por vosso intermédio, pedimos que Deus Pai nos ajude a derrubar as barreiras do orgulho e do egoísmo, que nos impedem de abrir o coração às maravilhas que o Espírito Santo deseja realizar em nós. Amém!

Conhecendo Santa Rita: Sem o marido e os filhos, reacendeu em Rita o sonho de dedicar sua vida a Deus. Sabia que sua condição de viúva era um empecilho à realização de seu ideal de vida, mas mesmo assim, por três vezes, bateu às portas do convento e, por três vezes, lhe disseram não. Ela, porém tinha fé em Deus, que haveria de abrandar a resistência da superiora, a qual temia divergências entre as irmãs parentes dos assassinos do marido de Rita. Além de perdoar os assassinos, ela fizera de tudo para que as facções políticas rivais entrassem em acordo e a paz fosse restabelecida entre guelfos e gibelinos.

O seu ingresso no convento foi narrado de forma prodigiosa. Conta-se que, numa noite, ela foi transportada (se no corpo ou no espírito, não o sabemos) em vôo ao interior do convento de Santa Maria Madalena, em Cássia, por seus santos protetores João Batista, Nicolau de Tolentino e Agostinho. O vôo fora alçado do monte Scoglio, em cujo cume há um pequeno santuário, onde até hoje, sem medir esforços na difícil escalada, milhares de devotos vão depositar seus pedidos sobre a rocha desnuda em que tantas vezes Rita se ajoelhou para rezar e que se conservou intacta no interior da igreja.

Leitura Bíblica: Este já é o sexto mês daquela que era chamada estéril, pois para Deus nada é impossível. Maria disse: Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra. (Lc 1,36b-38) É belo louvar o Senhor e catar o teu nome, ó Altíssimo, anunciar de manhã o teu amor, e tua fidelidade durante a noite. (Sl 92/91,2-3)

Reflexão: Deus é fiel. Como podemos ser fiéis a ele? Para Deus nada é impossível. Como isso se realizou na vida de Santa Rita?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

8° Dia

Oração: Santa Rita: Deus revela seu poder àqueles que o amam. Ó Santa Rita, Deus realizou e continua realizando em vós uma obra admirável, que é espalhar a paz nas famílias e no mundo. Desde pequena, vivestes de maneira humilde com e ao lado dos humildes, sofrendo as inseguranças e desalentos que tantas vezes passamos sem reclamar, apenas confiando em Deus, de onde virá a salvação no tempo oportuno. Ó Santa Rita, intercedei hoje por nós, que enfrentamos a vida difícil, que sonhamos a cada instante com dias melhores, que buscamos trabalho e dignidade. Que possamos abrir o nosso coração e a nossa mente para que Deus realize em nós a sua obra de bondade e amor. Amém!

Conhecendo Santa Rita: Atualmente Rocaporena e Cássia são visitadas por inúmeros devotos que revivem o itinerário místico e espiritual de Santa Rita, espalhado pelo mundo com sua perene mensagem de paz. Segundo a tradição, no teto da antiga casa de Rita, em Rocaporena, havia um buraco, por onde um anjo a visitava freqüentemente quando orava, tornando-se vã qualquer tentativa de fechá-lo. Durante o terremoto de 1599, sua casa fora a única a se conservar intacta em meio aos escombros. É nesta casa também que se encontra o jardim onde havia uma roseira, que florescia no inverno, e uma figueira, que dava frutos também nesta estação. Também Cássia, para onde acorrem inúmeros devotos para agradecer favores recebidos, guarda até hoje traços vivos da história dessa santa. É ali também que se pode venerar o corpo de santa Rita, intacto durante séculos.

Leitura Bíblica: Quem crê em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai. E o que pedirdes em meu nome, eu o farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes algo em meu nome, eu o farei. (Jo 14, 12-14)

Reflexão: Como você aplicaria esta passagem à vida de santa Rita? O que você mais admira nela?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.

9° Dia

Oração: Santa Rita: Unida à paixão de Cristo. Ó santa Rita. Vós, que vivestes intimamente unida à paixão de Jesus, intercedei junto a Deus por nós, para que acolhamos no coração aquele que por nós foi crucificado. Vós que tomastes parte, em vida, do mistério pascal e trouxestes na fronte a marca da Paixão, alcançando alto grau de intimidade com Jesus, dai-nos a graça de estarmos sempre unidos ao Senhor, mediante uma vida de oração e doação às pessoas. Vós que merecestes que rosas vermelhas desabrochassem em pleno inverno, concedei-nos a graça de confiar em deus, de amá-lo e louvá-lo em todos os instantes de nossa vida. Amém!

Conhecendo Santa Rita: Santa Rita tinha aproximadamente 35 anos quando entrou para o convento, aí vivendo até sua morte, aos 70 anos. Na Semana Santa de 1443, Rita assistiu à pregação de São Tiago Della Marca, sobre a Paixão de Cristo. Tamanha foi a sua emoção que, certa noite, imersa em oração no silêncio de sua cela, ela teve cravada em sua fronte um dos espinhos da coroa de Jesus. Por volta de quinze anos, carregou esse estigma como sinal de um amor oferente a Deus. A ferida tinha aspecto repulsivo e dela exalava odor desagradável, o que a fez viver o resto de seus dias isolada em sua cela. Já quase não se alimentava e apenas encontrava conforto e alimento na Eucaristia. O sofrimento acompanhou-a dias e noites, sem trégua, mas foi por ela transformado em fonte de graça e de comunhão com Jesus. Pouco antes de morrer, após ter sido consolada por Jesus e Maria, serena, pediu que lhe trouxessem rosas do jardim de sua casa. Não só encontraram lindas rosas vermelhas, em pleno e rigoroso inverno, como também suculentos figos. Ao exalar o último suspiro, no dia 22 de maio de 1457, uma intensa luz iluminou sua cela e seu corpo, minado pela penitência, o qual recobrou frescor divinal, mantendo-se intacto mesmo após sua morte. Embora tenha sido canonizada apenas em 1990, seu culto se espalhou por todo o mundo e o número de devotos cresce a cada dia, mostrando a maravilhosa obra de Deus em seus santos.

Leitura Bíblica: Não vos deixarei órfãos: eu voltarei a vós. Ainda um pouco de tempo e o mundo não mais me verá; mas vós me vereis, porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei e ele. (Jo 14,18-21)

 

Reflexão: Como é a nossa confiança em Deus no sofrimento? Você compreende o que é amar a Deus de todo coração?

Final: Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai. Santa Rita, advogada dos casos impossíveis, rogai por nós.